China homenageia vítimas do Massacre de Nanjing

Pequim, 13 dez (EFE).- A China prestou homenagem nesta terça-feira às vítimas do Massacre de Nanjing, nos 79 anos da tomada dessa cidade pelas tropas japonesas, marcando o início de um dos episódios mais violentos da Segunda Guerra Mundial.

Aproximadamente, 300 mil pessoas, segundo o governo chinês, foram assassinadas pelo Exército do Japão nas seis semanas seguintes à entrada, em 13 de dezembro de 1937, das tropas japonesas na então capital chinesa, que foi saqueada e destruída.

"Estamos hoje aqui pela memória das vítimas inocentes do massacre de Nanjing e por todos aqueles que foram assassinados pelos invasores japoneses", disse o chefe do Departamento de Organização do Partido Comunista, Zhao Leji, na cerimônia solene realizada no monumento erguido na cidade.

As homenagens, um pouco prejudicadas por causa da chuva, começaram com o público escutando, em silêncio, as sirenes soando e com as bandeiras a meio mastro. Soldados chineses depositaram coroas de flores e, depois dos discursos oficiais, o ato terminou com pombas sendo soltas ao som do sino da paz.

Segundo a História oficial chinesa, os soldados japoneses estupraram de 20 mil a 30 mil mulheres e meninas nesta cidade, por isso o episódio também é conhecido no país como "O Estupro de Nanjing".

Quase oito décadas depois, as autoridades chinesas ainda tentam um pedido de desculpas sincero do Japão, que no ano passado ameaçou retirar seu financiamento à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) quando a organização incluiu o Massacre de Nanjing (também conhecido Nanquim) no seu registro da Memória do Mundo.

"Qualquer ato de horror que tente temperar a história, negar os violentos crimes ou reverter o veredicto sobre a guerra agressiva será condenado e rejeitado pelo povo chinês e por todas as pessoas que buscam a paz e a justiça no mundo todo", acrescentou Zhao em declarações à TV oficial "CCTV".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos