China ressalta "desejo" de trabalhar com futuro secretário de Estado dos EUA

Pequim, 13 dez (EFE).- O governo chinês ressaltou nesta terça-feira seu "desejo" de trabalhar com o novo secretário de Estado dos EUA, um cargo que pode ficar em mãos do máximo executivo da companhia petrolífera Exxonmobil, Rex Tillerson, segundo veículos de imprensa americanos.

"Seja quem for o secretário de Estado dos EUA, a China deseja trabalhar com ele para promover o progresso das relações bilaterais desde um novo ponto de partida", ressaltou hoje um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang, em entrevista coletiva em Pequim.

"Esperamos que os máximos responsáveis de Relações Exteriores de ambos países possam aumentar a comunicação, aprofundar a cooperação e ter um papel construtivo para promover uma relação bilateral estável e equilibrada", enfatizou.

Geng não quis comentar, após ser perguntado, se as aparentes poucas conexões do possível novo secretário de Estado americano com a China (mas supostamente sim com a Rússia), "inquietam" Pequim.

"Como disse, não importa quem for o secretário de Estado: desejamos trabalhar juntos para impulsionar um novo progresso nas relações bilaterais", reiterou o porta-voz chinês.

Tillerson, que poderia deixar a Exxonmobil no próximo ano, enfrenta uma tarefa difícil no Senado para que seja ratificado como próximo secretário de Estado se finalmente for eleito para o posto, segundo o jornal "The Washington Post" e outros veículos de imprensa americanos.

Geng advogou hoje pela colaboração bilateral depois que ontem pediu à nova Administração americana que retificasse seus comentários sobre China e Taiwan depois que Donald Trump questionou a política de "uma só China". EFE

pav/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos