Ciclone Vardah perde força após deixar 10 mortos na Índia

Nova Délhi, 13 dez (EFE).- O ciclone tropical Vardah perdeu forças nesta terça-feira para se transformar em uma forte depressão após deixar dez mortos em sua passagem pelo sudeste da Índia, além de milhares de árvores caídas, grandes áreas sem energia elétrica e centenas de estradas bloqueadas.

O Vardah atingiu os estados de Tamil Nadu e Andhra Pradesh, perdeu forças e passou com ventos de até 110 km/h, se transformando em uma "forte depressão".

"Nas próximas seis horas se enfraquecer (ainda mais) para se transformar em uma baixa pressão", afirmou em comunicado, a Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA) da Índia, observando que seguem as fortes chuvas na região.

A NDMA informou que as dez mortes aconteceram em Tamil Nadu e que, além disso, 11.899 pessoas foram levadas para 296 refúgios, 55 barracas foram danificadas, assim como 312 estradas bloqueadas e caíram 4,2 mil árvores e 3,4 mil postes elétricos.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, afirmou através do Twitter que suas orações estavam com aqueles "desabrigados pelas adversas condições meteorológicas causadas pelo ciclone Vardah" e pediu para população que continuem em lugares seguros.

As televisões mostraram imagens dos efeitos do ciclone, com fortes chuvas ou a queda de árvores, e a NDMA divulgou vídeos no Twitter de cidadãos imprudentes em terraços enquanto enfrentavam os fortes ventos.

Em 2013, a passagem do ciclone Phailin pelos estados de Orissa (leste) e em menor medida Andhra Pradesh deixou 53 mortos e um ano depois outro ciclone que afetou as mesmas regiões causou 23 mortes.

Em 1999, um fenômeno meteorológico similar deixou 10 mil mortos em Orissa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos