Duterte visita Camboja acompanhado de Manny Pacquiao

Phnom Penh, 13 dez (EFE).- O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, chegou nesta terça-feira ao Camboja acompanhado do senador e campeão mundial de boxe, Manny Pacquiao, para assinar dois memorandos de entendimento em matéria de crime transnacional e esporte.

Duterte, cujo avião aterrissou no aeroporto internacional de Phnom Penh pela tarde, deve se reunir amanhã com o rei Norodom Sihanouk do Camboja e com o primeiro-ministro, Hun Sen.

Ambos chefes de governo tratarão assuntos de segurança nacional, do comércio entre ambos países e das disputas territoriais no mar da China Meridional, que representam o principal foco de desestabilização no Sudeste Asiático.

O secretário-geral do Comitê Olímpico Nacional do Camboja, Vath Chamroeun, organizou reuniões de Pacquiao com outros atletas profissionais e torcedores cambojanos.

Duterte, cuja campanha contra as drogas foi criticada pelas Nações Unidas e alcançou uma repercussão midiática internacional pelo elevado número de suspeitos mortos, encerrará amanhã sua visita ao Camboja e viajará, pela noite, para Cingapura.

A guerra contra as drogas do presidente filipino, parte de sua promessa eleitoral de limpar as Filipinas dessa "praga", causou mais de 5,9 mil mortes, a maioria em execuções extrajudiciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos