Indianos são detidos por não levantarem durante hino em festival de cinema

Nova Délhi, 13 dez (EFE).- A polícia indiana deteve 12 pessoas que não se levantaram durante a execução do hino nacional em um festival de cinema no sul da Índia, duas semanas depois que a Suprema Corte declarou obrigatória a execução da música antes das sessões nos cinemas.

O superintendente da polícia de Thiruvananthapuram, Sparjan Kumar, indicou nesta terça-feira à Agência Efe que 12 pessoas foram detidas por permanecerem sentadas enquanto soava o hino nacional em um festival de cinema realizado ontem na cidade, capital do estado meridional indiano de Kerala.

Todos eles foram postos em liberdade mediante pagamento de fiança e um tribunal decidirá agora suas sentenças, apontou a fonte, que não quis detalhar quais penas enfrentam.

Este é o segundo incidente deste tipo na zona desde o domingo, quando a polícia deteve sete espectadores de um cinema de Chennai, no vizinho estado de Tamil Nadu, por supostamente não se levantarem e tirarem "selfies" enquanto soava o hino nacional.

Em cada um destes casos foi aplicada a Lei para a Prevenção de insultos à honra nacional e os artigos correspondentes do Código Penal indiano, publicou o jornal local "The Hindu".

No último dia 30, a Suprema Corte ordenou com efeito imediato, e para promover os valores constitucionais, que o hino nacional soe nos cinemas da Índia antes do começo de cada sessão.

O hino nacional da Índia, "Jana Gana Manha", foi escrito em bengali pelo prêmio nobel de Literatura indiano Rabindranath Tagore em 1911 e adotado como tal em 1950, três anos depois da independência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos