Justiça alemã condena a 8 anos ex-policial envolvido em caso de canibalismo

Berlim, 13 dez (EFE).- O tribunal provincial de Dresden, no leste da Alemanha, condenou nesta terça-feira a oito anos e sete meses de prisão um ex-policial por ter matado e esquartejado um homem que conheceu em um fórum sobre canibalismo na internet, depois de a Corte Suprema do país ter ordenado a repetição do julgamento.

A segunda condenação é similar a primeira realizada em abril do ano passado. Mais uma vez, o acusado foi considerado culpado pelos crimes de assassinato e profanação de cadáver.

O tribunal levou em consideração que a vítima tinha pedido ao acusado para matá-lo. A justificativa serviu para que ele não fosse condenado a prisão perpétua, pena habitualmente aplicada nos casos de assassinato na Alemanha.

Depois do primeiro julgamento, a defesa recorreu alegando que a vítima tinha se suicidado. A Corte Suprema da Alemanha considerou que a hipótese não tinha sido averiguada de forma suficiente.

Para a principal instância judicial do país, se o suicídio fosse descartado e o ex-policial condenado por assassinato, a pena deveria ser a prisão perpétua.

Hoje, o tribunal de Dresden voltou a condenar o ex-agente a menos de nove anos de prisão e alegou outra vez, segundo um porta-voz citado pela imprensa local, que a prisão perpétua não seria razoável, já que a vítima tinha manifestado que queria ser morta.

O caso, que foi revelado em novembro de 2013, gerou grande interesse na Alemanha. Inicialmente, os investigadores suspeitaram que ele poderia estar relacionado com práticas canibais.

Os dois homens, um policial e um consultor, tinham se conhecido em um fórum da internet chamado "Zambian meat". Os dois tinham acertado o encontro e o posterior assassinato à distância. Segundo testemunhas, o consultor tinha desde jovem "fantasias" de ser morto e ter partes de seu corpo comidas por outra pessoa.

O ex-policial negou desde o início qualquer ato de canibalismo e disse que só atuou para satisfazer as fantasias da vítima. Depois, mudou de discurso e afirmou que o consultor tinha se enforcado. Ele, porém, reconheceu ter esquartejado o corpo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos