Médicos afirmam que ânimo de Neto melhorou após conversa com Alan Ruschel

Rionegro (Colômbia), 13 dez (EFE).- O ânimo do zagueiro Hélio Zampier Neto melhorou depois de conversar com seu companheiro Alan Ruschel, outro dos seis sobreviventes da tragédia aérea da Chapecoense, informaram nesta terça-feira os médicos que o atendem na Colômbia.

O diretor médico do Hospital San Vicente Fundación, Ferney Rodríguez, revelou que, a pedido de ambos jogadores, Ruschel visitou Neto na Unidade de Cuidados Especiais (UCI), e ali falaram sobre a tragédia no município de La Unión que causou a morte de 71 pessoas, entre elas 19 jogadores da Chapecoense.

"Descemos Alan para que os dois pudessem conversar um momento. Isso tranquilizou Neto um pouco e melhorou seu estado anímico", declarou Rodríguez.

O diretor médico acrescentou que Neto também pôde se despedir do goleiro Jackson Follman, que viajou ontem a São Paulo, onde hoje passou por uma nova cirurgia na coluna.

Por sua vez, o médico intensivista Edson Stakonski relatou que Neto continua falando com sua família sobre a queda do avião, da qual se inteirou há apenas dois dias.

Stakonski acrescentou que Neto "evolui de forma adequada, está com melhor perspectiva (sobre a tragédia) e entendendo que foi uma segunda oportunidade".

Ambos especialistas previram que a transferência do zagueiro ao Brasil aconteça na quinta ou na sexta-feira, pois já começaram a coordenar a logística da viagem.

Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel deixaram hoje de manhã o San Vicente Fundación para partir, em um avião da Força Aérea Brasileira, rumo a Chapecó.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos