Colômbia pede que Brasil condecore menino que ajudou nos trabalhos de resgate

Bogotá, 14 dez (EFE).- As autoridades da Colômbia solicitaram nesta quarta-feira ao governo brasileiro que a condecoração que entregará aos homens que participaram do resgate das vítimas e sobreviventes da queda de avião da Chapecoense seja recebida pelo menino Johan Alex Ramírez, que colaborou nas tarefas de busca.

Segundo divulgaram hoje vários veículos de comunicação colombianos, o pedido foi feito pelo governador de Antioquia, Luis Pérez Gutiérrez, por meio de uma carta enviada ao embaixador do Brasil na Colômbia, Julio Bitelli.

Na carta se pediu que o prêmio que será entregue pelas autoridades do Brasil no próximo 16 de dezembro no Palácio do Planalto, em Brasília, seja recebido "em nome de todo o povo antioqueño pelo menino Johan Alex Ramírez, que nessa noite colaborou oportuna e eficazmente nos trabalhos de resgate".

No último dia 28 de novembro um avião da companhia aérea boliviana Lamia que transportava a delegação da Chapecoense caiu perto do aeroporto de Medellín, deixando 71 mortos e seis sobreviventes.

Johan Alex Ramírez, cuja família vive na região da queda, guiou as equipes de resgate até o lugar no qual se encontrava o avião.

Por isso, o governador do departamento de Antioquia, cuja capital é Medellín, indicou na carta que "a criança é símbolo dos antioqueños solidários, nobres, trabalhadores e serviçais, sempre atentos a servir a seus semelhantes".

O reconhecimento, acrescentou o governador, ajudará "a forjar nos demais meninos, meninas e adolescentes a cultura da solidariedade e do bem comum, que nos ajudará a superar as dificuldades e a nos entender como irmãos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos