Hamas celebra com grande concentração o 29° aniversário da organização

Gaza, 14 dez (EFE).- Milhares de seguidores do Hamas, seus dirigentes e membros de seu braço armado, as Brigadas de Azedim Qassam, celebraram nesta quarta-feira em Gaza com uma grande manifestação o 29° aniversário da fundação do movimento islamita.

Na primeira hora de hoje e através dos alto-falantes das mesquitas, alguns membros fizeram uma chamada à população para se reunir no centro de Cidade de Gaza, onde os simpatizantes compareceram agitando bandeiras verdes, a cor do grupo.

"Apesar do mau tempo, esta multidão veio dizer que todos apoiamos o Hamas, o movimento que adota a resistência armada contra a ocupação (israelense), que deu grandes golpes nesta ocupação nos últimos 29 anos", afirmou no encontro Khalil al-Khaya, um dos veteranos líderes da formação.

Enquanto isso, os milicianos percorriam a cidade a bordo de grandes caminhonetes e veículos 4x4, vestidos com capuzes e lenços que cobriam seus rostos.

Al Haya disse que o movimento islamita pode fazer com que Israel aceite uma troca de prisioneiros e afirmou que "algum dia, nossa luta armada estará unida, tanto em Gaza como na Cisjordânia".

Hamas se opõe ao processo de paz com Israel e é considerada uma organização terrorista pelos Estados Unidos e Israel.

"Sempre estivemos no certo ao dizer que a paz com a ocupação é absurda, por isso que deveríamos recuperar nossa unidade e acabar com a divisão interna", disse Al Haya em referência à divisão que existe entre o grupo, à frente de Gaza, e o partido nacionalista Fatah, na Cisjordânia, desde a tomada do poder do Hamas do enclave litorâneo em 2007.

Nesse mesmo ano, Israel impôs o bloqueio que mantém até hoje sobre o enclave litorâneo.

Al Haya insistiu no pedido feito pelo grupo neste fim de semana à Autoridade Nacional Palestina (ANP) e seu presidente e líder do nacionalista Fatah, Mahmoud Abbas, de deter a cooperação em segurança com Israel e deixar seus milicianos atuarem na Cisjordânia e Jerusalém.

"A ANP deveria libertar todos nossos prisioneiros de suas prisões", acrescentou Al Haja.

O Hamas foi criado em dezembro de 1987, a poucos dias de explodir a primeira Intifada palestina (levantamento violento que se prolongaria durante seis anos), liderado pelo xeque Ahmed Yassin, teu líder espiritual, que morreu em um bombardeio israelense sobre a Faixa em 2004.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos