Ao menos 4 mil combatentes e 9 mil civis deixarão Aleppo, afirma TV síria

Beirute, 15 dez (EFE).- Pelo menos 4 mil combatentes com suas famílias e cerca de 9 mil civis abandonarão os bairros assediados do leste da cidade de Aleppo, no norte da Síria, informou nesta quinta-feira a emissora de televisão do país.

O canal mostrou imagens ao vivo da região de Al Ramusa, onde se encontram estacionados os ônibus e ambulâncias que realizarão a evacuação que, segundo a emissora, ainda não começou, embora a presidência turca tivesse informado o contrário.

As partes alcançaram na última madrugada um acordo para um cessar-fogo e a retirada de combatentes e civis para o oeste da província de Aleppo, disse a emissora síria.

A "Sana", agência de notícias oficial do regime, afirmou que terminaram os preparativos para a evacuação dos "terroristas e suas famílias" dos distritos de Al Ansari, Al Mashhad, Al Salah ad-Din e Al Zabdie através do corredor de Al Ramusa, que está no sul da cidade.

Apesar da trégua, pelo menos três pessoas ficaram feridas por disparos das forças governamentais contra a área em poder dos rebeldes, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Os feridos estavam retirando sacos de areia quando receberam os disparos na localidade de Tel Zarazir, no distrito de Al Sukari, sob controle opositor.

A Defesa Civil Síria, um grupo de voluntários que faz trabalhos de resgate e salvamento na região controlada pelos rebeldes, informou no Twitter que um de seus integrantes ficou ferido hoje pelos disparos de um franco-atirador quando se dedicava a desocupar a rota pela qual será feita a remoção de feridos e doentes do leste de Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos