França autoriza investigação sobre queda do avião da Egyptair

Paris, 15 dez (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores da França aprovou nesta quinta-feira uma investigação sobre a queda do avião da EgyptAir no Mar Mediterrâneo, no último dia 19 de maio, com 66 pessoas a bordo, quando fazia o trajeto Paris-Cairo.

"A França entende que o envio do relatório à Procuradoria-Geral do Egito abre mais rápido o possível uma via para restituir os restos mortais às famílias", disse em comunicado um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França.

As autoridades do Egito anunciaram hoje que encontraram "vestígios de explosivos" em alguns dos corpos das vítimas do voo da EgyptAir e decidiram enviar o caso à Procuradoria.

"Como desde quando ocorreu o trágico acidente, a França segue à disposição das autoridades egípcias competentes para contribuir para essa investigação, inclusive através dos nossos especialistas", indicou a nota da Chancelaria francesa.

O Airbus A320 da EgyptAir caiu após perder o contato com os controladores do aeroporto do Cairo e desaparecer dos radares. Entre os passageiros havia 30 egípcios, 15 franceses, dois canadenses, um britânico, um belga, um iraquiano, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um português e um argelino.

No primeiro, as autoridades egípcias descartaram a possibilidade de se tratar de um atentado terrorista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos