Irã adotará ações legais contra os EUA por extensão de sanções

Teerã, 15 dez (EFE).- O ministro de Relações Exteriores iraniano, Mohamad Javad Zarif, disse nesta quinta-feira que o país tomará "medidas legais" contra a decisão dos Estados Unidos de estender a Lei de Sanções do Irã por mais 10 anos.

Zarif considerou que a renovação das sanções representam "uma violação" ao acordo nuclear, firmado em julho de 2015 entre Irã e o Grupo 5+1 (EUA, Reino Unido, França, China e Rússia mais a Alemanha), segundo a agência semioficial iraniana "Isna".

O presidente iraniano, Hassan Rohani, pediu há dois dias ao chefe da diplomacia que empreendesse ações legais contra os Estados Unidos, mas não detalhou que tipo de medidas serão adotadas.

Em resposta à decisão americana, Rohani também ordenou o início do desenvolvimento de um sistema de propulsão nuclear usado no transporte marítimo.

O projeto de legislação, aprovado de forma arrasadora pelo Senado e pela Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, se tornou lei nesta quinta-feira sem a assinatura do presidente Barack Obama, uma opção contemplada na Constituição americana.

O governo de Obama considerava a lei desnecessária, ao argumentar que a Casa Branca conta com as faculdades suficientes para punir Teerã caso que seja necessário.

Sob o acordo, Irã concordou em restringir seu programa nuclear contanto que os Estados Unidos e outros países suspendessem pelo menos algumas sanções econômicas.

O líder supremo do Irã, Ali Khamenei, advertiu no mês passado que Teerã reagiria se Washington estendesse as sanções por mais 10 anos contra o país, o que qualificou de violação do acordo nuclear alcançado com a comunidade internacional.

A expectativa é que as tensões entre Irã e Estados Unidos aumentem após o presidente americano eleito, Donald Trump, ter criticado o acordo nuclear e se mostrado contrário a qualquer pacto. EFE

mv/vnm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos