Responsável rebelde confirma acordo para saída do leste de Aleppo

Beirute, 15 dez (EFE).- O presidente do escritório político do Agrupamento Fastaqim, Zakaria Malahifyi, confirmou nesta quinta-feira que foi alcançado um novo acordo para a retirada dos rebeldes e civis da região sitiada no leste da cidade de Aleppo, na Síria.

"As negociações recomeçaram e nesta manhã acontecerá a saída dos civis", afirmou à Agência Efe, por telefone, Malahifyi.

"Primeiro serão retirados os doentes, depois os civis e depois os revolucionários", afirmou o responsável do Agrupamento Fastaqim, um dos grupos rebeldes que atuam em Aleppo.

Ontem à noite, a agência de notícias da Turquia "Anadolu", citando fontes de Inteligência turcas e de dirigentes rebeldes, revelou que o governo sírio e os opositores acordaram um novo cessar-fogo no leste de Aleppo que permitirá os civis deixar imediatamente a área em ônibus.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, os civis se concentraram hoje em uma praça do bairro de Mashhad, sob controle dos insurgentes, aguardando a saída dos feridos e doentes.

A retirada de civis e insurgentes deveria ter acontecido ontem, mas se atrasou por diferenças entre as partes.

O Observatório afirmou que as autoridades sírias obstruíram a implementação do acordo, acordado entre Rússia e Turquia, por não ter sido consultadas sobre essa questão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos