Rússia prepara saída dos combatentes da oposição de Aleppo

Moscou, 15 dez (EFE).- Cerca de 20 ônibus e dez ambulâncias estão prontos para retirar de Aleppo os combatentes da oposição que se recusam a se render às autoridades sírias, de acordo com anúncio feito nesta quinta-feira pelo Centro de Pacificação russo na Síria.

Por decisão do presidente da Rússia, Vladimir Putin, o Centro de Pacificação ordenou a ida destes combatentes e suas famílias para Idlib, uma das últimas grandes cidades sírias controladas pelas forças opositoras ao regime de Bashar al Assad.

"As autoridades sírias garantem a segurança a todos os membros de grupos armados que tenham decidido deixar os bairros orientais de Aleppo" sitiados pelas tropas governamentais, afirma um comunicado do Centro.

A retirada, de acordo com a nota, "acontecerá com 20 ônibus e dez ambulâncias, através de um corredor seguro em direção a cidade de Idlib".

Os militares russos estão monitorando a situação em Aleppo com a ajuda de aviões não tripulados equipados com câmeras.

O governo sírio e as forças de oposição acordaram outro novo cessar-fogo nesta madrugada para permitir a saída dos civis e combatentes da área dos combates.

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, cerca de 15 mil pessoas pretendem deixar a área sitiada de Aleppo, dessas, 5 mil são insurgentes e 10 mil civis, incluindo familiares de combatentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos