Em reunião com o papa, Uribe pede "abertura" a Santos para mudar acordos

Cidade do Vaticano, 16 dez (EFE).- O ex-presidente da Colômbia e líder da oposição, Álvaro Uribe, pediu nesta sexta-feira ao presidente do país, Juan Manuel Santos, uma "abertura" para mudar alguns dos aspectos do acordo de paz firmado com os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Uribe realizou hoje uma reunião particular com o papa Francisco, depois de o pontífice também ter se encontrado com Santos. Depois, os três dialogaram no Palácio Apostólico do Vaticano.

O ex-presidente explicou que pediu Santos que "modificasse temas muito delicados que ele não quis alterar". Além disso, Uribe disse que pediu abertura ao atual líder colombiano diante do papa.

Uribe revelou à imprensa na saída do Vaticano que ficou emocionado de ter sido recebido por Francisco. Depois do encontro, o pontífice pediu para que todos reunissem, um pedido aceito por ambos. No entanto, não houve entendimento entre eles.

"A verdade é que ele tem suas teses. Eu expressei minhas preocupações e tomara houvesse alguma oportunidade de abertura. Mutuamente nos ouvimos", explicou.

Na reunião com o papa, Uribe reiterou que há pontos do acordo de paz que não são discutidos, mas que têm relação com a proteção das pessoas e defesa dos direitos humanos dos membros das Farc, mas também outros "temas graves" que o povo colombiano deve ser o "último a opinar".

Sobre as controvérsias com Santos, o ex-presidente afirmou que "não pode haver ódio na batalha democrática". E lamentou que o governo não abra um diálogo sobre os pontos criticados pela oposição no acordo com os guerrilheiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos