Macri e Bachelet dizem que vitória de Trump não atrapalhará laços com EUA

Buenos Aires, 16 dez (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, e a presidente do Chile, Michelle Bachelet, disseram nesta sexta-feira em Buenos Aires que a vitória do republicano Donald Trump não tem como prejudicar suas relações com os Estados Unidos e reiteraram que vão continuar a incentivá-las e aprofundá-las.

"Dissemos como país que vamos continuar tendo relações com os Estados Unidos como corresponde a dois Estados", afirmou Bachelet em entrevista coletiva realizada na residência presidencial argentina de Olivos.

Após terem uma reunião e um almoço com a maioria dos membros do gabinete dos governos dos dois países, Macri e Bachelet concederam um pronunciamento conjunto.

"Fui presidente ao mesmo tempo em que houve presidentes de diferentes linhas nos Estados Unidos e continuamos avançando no fomento às relações políticas, diplomáticas e econômicas que foram historicamente muito boas", destacou Bachelet.

Macri, por sua vez, afirmou que em seu caso não existe uma história bilateral "tão longa", porque antes de sua chegada ao poder, há um ano, a Argentina viveu anos de isolamento e más relações, não só com os Estados Unidos, mas com vários outros países - citou como exceções Venezuela e Irã.

"Confio que as relações entre os países vão além de seus governos", declarou o chefe de Estado argentino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos