Primeiro porta-aviões chinês conduz primeiras manobras com fogo real

Pequim, 16 dez (EFE).- O porta-aviões Liaoning, que entrou em serviço em 2012 e é o primeiro da frota chinesa, realizou suas primeiras manobras com fogo real no Mar de Bohai (costa norte do país), informou o Exército Popular de Libertação em comunicado publicado na noite da quinta-feira.

Os exercícios contaram com a participação de dezenas de navios da Frota Norte da Marinha chinesa, incluindo destróieres e fragatas, e nele foram disparadas uma dezena de mísseis, de acordo com o comunicado, no qual não se detalhou a data exata destas manobras.

Os navios, acompanhados de caças J-15, desenvolveram simulações de operações de reconhecimento, intercepção de aviões, ataques marítimos e defesa balística, detalhou o Exército chinês.

O organismo informou das manobras na mesma semana em que um centro de estudos dos EUA acusou a China de estar construindo instalações militares em ilhas artificiais criadas pelo regime comunista no disputado Mar da China Meridional.

Um extremo que Pequim não confirmou completamente, mas defendeu seu direito de instalar medidas de defesa em seu território, através de um comunicado de seu Ministério da Defesa.

O Exército chinês afirmou, em todo caso, que os exercícios do porta-aviões Lioaning estavam previamente planejados e respondem ao programa normal de treinamento da embarcação símbolo da Marinha oriental.

O Liaoning, que realizou manobras no Mar da China Meridional em dezembro de 2013, é uma remodelação de um velho porta-aviões soviético que os chineses adquiriram da Ucrânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos