Coreia do Norte lembra 5º aniversário da morte de Kim Jong-il

Seul, 17 dez (EFE).- A Coreia do Norte lembrou neste sábado o quinto aniversário da morte de Kim Jong-il, pai do atual líder, Kim Jong-un, e segundo dirigente da dinastia que governa o país desde sua fundação, em 1948, informou a agência japonesa "Kyodo", um dos poucos veículos de imprensa com presença no país.

Kim Jong-un assistiu junto a vários oficiais de alta patente a uma cerimônia realizada no exterior do Palácio do Sol de Kumsusan em Pyongyang, onde são expostos os corpos embalsamados de Kim Jong-il e Kim Il-sung, seu avô e fundador do país em 1948.

Durante a cerimônia, o vice-presidente do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores, Choe Ryong-hae, elogiou em discurso as contribuições do falecido líder ao país e pediu ao sucessor para que continue com o legado.

O som das sirenes ecoou neste sábado pela capital norte-coreana ao meio-dia e os cidadãos fizeram três minutos de silêncio em ato de respeito dirigente anterior.

Kim Jong-il, conhecido como o "querido líder", governou o país com mão de ferro durante 17 anos desde 1994 até sua morte em dezembro de 2011, dando início ao mandato do filho.

A Coreia do Norte, um país caracterizado pelo extremo culto à personalidade de seus líderes da família Kim, também celebra a cada ano o aniversário do nascimento de Kim Jong-il, o "Dia da Estrela Brilhante".

O "querido líder" nasceu em 16 de fevereiro de 1942 no monte Paektu, ao norte do país, segundo a versão oficial do regime, embora os historiadores afirmem que o local de nascimento seja um território da antiga União Soviética.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos