Egito reforça medidas de segurança em museus e locais arqueológicos

Cairo, 18 dez (EFE).- O Ministério de Antiguidades do Egito começou a reforçar as medidas de segurança em torno dos museus e locais arqueológicos do país, uma iniciativa tomada após o atentado terrorista contra uma igreja do Cairo no último dia 11, que deixou 25 mortos e outros 49 feridos.

Em nota, o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa Amin, ordenou o reforço de segurança, mas ressaltou que todos os locais estão seguros e bem protegidos pela polícia.

O turismo no Egito atravessa um dos piores momentos devido à instabilidade sofrida pelo país desde 2011 e por causa dos contínuos atentados contra as forças de segurança, especialmente na Península do Sinai, que se acentuaram após o golpe militar de julho de 2013.

O ataque contra a igreja ortodoxa copta de São Pedro, reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico, foi o primeiro atentado realizado diretamente contra a minoria copta do país, que representa cerca de 10% da população.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos