Emissora síria denuncia ataque a ônibus que retirariam xiitas de Idlib

Cairo, 18 dez (EFE).- A emissora estatal síria afirmou neste domingo que cinco ônibus que se dirigiam às localidades de Fua e Kefraya, na província de Idlib e controladas pelo regime de Bashar al Assad, para retirar civis xiitas assediados por um grupo jihadistas foram queimados e estão completamente destruídos.

A saída dos civis de ambas as localidades, cercadas pela Frente da Conquista do Levante (ex-filial da Al Qaeda na Síria), começou há algumas horas, paralelamente à evacuação dos rebeldes dos últimos bairros ainda controlados pela oposição no leste de Aleppo.

A emissora afirmou que "terroristas" atacaram os veículos.

A saída dos civis e milicianos do leste de Aleppo tinha sido condicionada à evacuação dos doentes, feridos e outros civis dessas duas localidades, em um acordo firmado por Turquia, Rússia e Irã.

No total, serão retiradas cerca de 4 mil pessoas de ambas as localidades xiitas. O processo deveria ter começado no início da manhã, mas foi bloqueado devido à rejeição inicial da Frente da Conquista de permitir a entrada dos ônibus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos