Estados Unidos acreditam em "aparente atentado terrorista" na Alemanha

Washington, 19 dez (EFE).- O governo dos Estados Unidos condenou nesta segunda-feira o suposto ataque ocorrido em uma feira natalina, em Berlim, capital da Alemanha, em que classificou como um "aparente ataque terrorista", onde morreram 12 pessoas e mais de 40 ficaram feridas.

"Os Estados Unidos condenam de maneira enérgica o aparente ataque terrorista em uma feira natalina de Berlim, onde houveram mortos e feridos", disse em comunicado Ned Price, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional.

Desta forma, a Casa Branca foi além das autoridades alemãs, que por enquanto não falaram em atentado, embora seu ministro do Interior, Thomas de Maizière, reconheceu que há indícios que apontam nesta direção.

Os EUA também ofereceram colaboração na investigação do incidente.

"A Alemanha é um de nossos maiores parceiros e um de nossos melhores aliados, estamos com o povo de Berlim na luta contra todos aqueles que atacam nosso modo de vida e ameaçam nossas sociedades", afirmou Price.

O incidente aconteceu por volta das 20h15 (horário local, 17h15 em Brasília), quando um caminhão invadiu a Praça Breitscheidplatz, eixo da antiga zona oeste da cidade, e atropelou várias pessoas que visitavam o tradicional mercado de rua.

Diversos veículos de imprensa locais disseram que o motorista, preso pouco tempo depois próximo do local do incidente, é um paquistanês ou afegão que chegou a Alemanha como refugiado no mês de fevereiro e que o caminhão foi roubado de uma obra na Polônia.

Além dos 12 mortos, as autoridades informaram que 48 pessoas, algums com ferimentos graves, foram encaminhadas para hospitais da região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos