Lagarde é condenada por negligência na França, mas eximida de pena

Paris, 19 dez (EFE).- A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, foi condenada nesta segunda-feira por "negligência" quando era ministra das Finanças da França pelo Tribunal de Justiça da República, embora tenha sido eximida da pena.

Lagarde não compareceu à leitura do veredicto em Paris e, segundo seus advogados, está em Washington, onde fica a sede do FMI, que deve se reunir para estudar as consequências da decisão da justiça francesa.

A inesperada condenação de Lagarde, já que a Promotoria tinha pedido sua absolvição, abre dúvidas sobre sua continuidade à frente da organização.

Os três magistrados e 12 parlamentares que compõem a corte consideraram que Lagarde foi "negligente" ao não recororer quando o Estado francês foi condenado a pagar uma multimilionária indenização ao empresário Bernard Tapie em 2008.

A então ministra das Finanças aceitou que uma arbitragem privada julgasse a indenização pela venda da Adidas, que tinha sido previamente confiscada pela justiça francesa.

Os três árbitros decidiram que o Estado deveria desembolsar mais de 400 milhões de euros, sendo 45 milhões por danos morais a Tapie.

A sentença do Tribunal de Justiça da República, instância especial para julgar a ministros e ex-ministros por crimes cometidos no exercício de suas funções, aponta negligência de Lagarde por se negar a recorrer da indenização "para evitar consequências tão nefastas" para os cofres do Estado.

Segundo o veredicto, Lagarde não ouviu os membros de sua equipe que lhe aconselhavam apelar, o que facilitaria uma abertura de uma negociação com Tapie pela indenização.

No entanto, os juízes decidiram não impor à diretora do FMI nenhuma pena, que poderia ser de um ano de prisão e 15 mil euros de multa, e a condenação não constará em sua ficha de antecedentes criminais.

Ao fim do julgamento, o advogado de Lagarde, Patrick Maisonneuve, disse que estudará a possibilidade de recorrer da sentença perante a Corte Suprema.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos