Beata Szydlo envia condolências e lamenta vítima polonesa em atentado

Berlim, 20 dez (EFE).- A primeira-ministra da Polônia, Beata Szydlo, expressou nesta terça-feira suas condolências à chanceler alemã, Angela Merkel, pelo atentado ocorrido ontem em um mercado de natal em Berlim e lembrou que a "primeira vítima" foi um polonês, o motorista do caminhão.

"Com grande dor e consternação constatamos que a primeira vítima deste ato abominável de violência era um cidadão polonês", afirmou Beata em entrevista coletiva.

A premiê se referiu assim ao motorista do caminhão, cujo corpo foi encontrado dentro do veículo.

"A Europa deve lutar unida contra o terrorismo", afirmou Beata, que vê como obrigação dos políticos proteger seus cidadãos.

No massacre do mercado de natal, com 12 mortos e 50 feridos, um caminhão foi lançado contra a multidão em um bairro comercial no centro de Berlim.

O veículo era de uma empresa polonesa, e o proprietário, Ariel Zurawski, afirmou que perdeu contato com o motorista, seu primo, por volta das 16h (hora local, 13h de Brasília). Pouco mais de quatro horas depois, aconteceu o massacre

"Meu primo se defendeu", afirmou Zurawski, que mostrou aos jornalistas uma foto da polícia alemã na qual se vê o rosto da vítima com sinais de facadas.

O motorista era casado e tinha um filho de 17 anos e, segundo Zurawski, sua mulher falou com ele pela última vez por volta das 15h de ontem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos