Motorista polonês do caminhão usado em Berlim pode ter sido morto por um tiro

Berlim, 20 dez (EFE).- O motorista polonês do caminhão que invadiu ontem a feira de Natal em Berlim é uma 12 vítimas do suposto ataque terrorista e provavelmente morreu atingido por um tiro, informou nesta terça-feira o responsável interior do estado federado de Brandemburgo, Karl-Heinz Schröter.

Schröter disse isso durante uma teleconferência realizada entre ele, o ministro do Interior, Thomas de Maizière, e os responsáveis de Interior dos 16 estados federados do país, segundo fontes presentes na conversa citadas pela imprensa. Conforme disse, provavelmente esta vítima é o motorista do caminhão, de origem polonesa, e que, portanto, não é um criminoso, mas sim uma vítima a mais.

Segundo a imprensa polonesa, o caminhão usado no ataque pertence a uma empresa polonesa e foi roubado ontem à tarde, quando estava estacionado em frente a uma empresa de Berlim onde devia descarregar vigas de aço trazidas da Itália. A TV polonesa "TVN 24" disse que o motorista do veículo é primo do dono da empresa e deixou de atender seu telefone às 16h (horário local, 13h em Brasília) ontem.

Segundo dados do GPS do caminhão da empresa polonesa, o veículo começou a se movimentar na mesma hora, que é quando acredita-se que foi roubado. Quatro horas depois, invadiu a calçada de uma das áreas comerciais mais movimentadas da capital e atropelou dezenas de pessoas.

O caminhão percorreu mais de 50 metros da tradicional feira destruindo barraquinhas, decoração e atropelando o público. Pelo menos 12 pessoas morreram e 48 ficaram feridas, algumas delas com gravidade.

A Polícia garantiu hoje que o caminhão "foi conduzido deliberadamente em direção à multidão" e falou pela primeira vez de um "suposto atentado terrorista".

Até o momento, uma pessoa foi detida. Segundo a imprensa alemã se trata de um jovem procedente do Afeganistão ou do Paquistão que chegou entre o fim do ano passado e o início deste ano na Alemanha com pedido de refugiado, informação ainda pendente de confirmação oficial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos