Venezuela reabre fronteira com Colômbia após uma semana de bloqueio

Caracas, 20 dez (EFE).- O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, informou nesta terça-feira que a fronteira do país com a Colômbia foi reaberta a partir das 6h (hora local, 8h da manhã de Brasília), após ter sido fechada por ordem do presidente, Nicolás Maduro, há uma semana.

"A partir de hoje, terça-feira 20 de dezembro, às 6h, será permitida inicialmente a passagem de pedestres até conseguir os níveis que já tínhamos alcançado", expressou Padrinho em sua conta no Twitter.

O ministro indicou além disso que conversou com seu homólogo colombiano, Luis Carlos Villegas, "para aumentar a coordenação operacional contra as máfias".

López também disse que Maduro - que tinha decidido no sábado manter a passagem fechada até 2 de janeiro para combater "máfias" que operam na área - e o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, conversaram sobre o tema e estipularam uma "abertura progressiva".

O presidente venezuelano anunciou no último dia 12 o fechamento da fronteira por 72 horas para combater o suposto contrabando da moeda do país, uma medida que se uniu à suspensão da nota de 100 bolívares, a mais alta da moeda local.

Maduro disse que máfias que operam em cidades fronteiriças colombianas estão há dois anos retendo essas notas da Venezuela para "desestabilizar" a economia do país, como parte de uma "guerra financeira".

Embora o líder tenha anunciado no último dia 15 a prorrogação do fechamento fronteiriço por mais 72 horas, que incluiria seus limites com o Brasil, dois dias mais tarde indicou que estas passagens ficariam fechadas até 2 de janeiro, data em que as notas 100 de bolívares finalmente sairão de circulação.

Santos, por sua vez, disse ontem que os problemas econômicos da Venezuela não têm origem na Colômbia e afirmou que essa situação não se resolve fechando a fronteira.

"Fechar a fronteira não convém a ninguém e defendemos que essa situação possa se resolver o mais rápido possível porque o problema não está na Colômbia. O problema da Venezuela, sua situação econômica, não está na fronteira, nem na Colômbia, está lá na Venezuela", disse o chefe de Estado em discurso pela televisão.

A fronteira entre os dois países ficou fechada durante um ano até agosto passado, também por decisão da Venezuela, para combater o contrabando e supostos paramilitares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos