Bombardeios do EI em bairros de Mossul matam seis civis

Erbil (Iraque), 21 dez (EFE).- Pelo menos seis civis morreram e outros 34 ficaram feridos em um bombardeio com morteiros realizado nesta quarta-feira pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um dos bairros libertados da cidade iraquiana de Mossul, informaram fontes sanitárias.

Um voluntário da equipe socorrista Fazaa, Mohammed al Shahuani, disse à Agência Efe que caíram projéteis enquanto seu grupo repartia alimentos no bairro de Al Zuhur.

Entre os 6 mortos, segundo Al Shahuani, estão 4 voluntários da equipe de socorro, que se dedica a obter doações de comida para ajudar os moradores de Mossul, capital da província de Ninawa, no norte do país.

O socorrista acrescentou que a maioria dos feridos está em estado grave e que todos foram levados a hospitais de Erbil, capital da região de Curdistão iraquiano, escoltados por veículos militares iraquianos.

Vários veículos, usados pelo grupo para transferir alimentos, foram afetados pelo bombardeio realizado pelo grupo radical, segundo a mesma fonte.

"Os bombardeios indiscriminados e massacres do EI deixaram dezenas de mortos e feridos nos bairros do leste de Mossul como maneira de vingança ao perder este território", confirmou à Efe o membro do Conselho de Ninawa Hosam al Din al Abar.

Em 17 de outubro, as tropas iraquianas e curdas lançaram uma grande ofensiva para tentar arrebatar do EI a província de Ninawa e sua capital, Mossul, que foi conquistada pelos terroristas em 2014.

Neste período de dois meses, as autoridades anunciaram a morte de centenas de radicais nesta cidade e seus arredores, enquanto mais de 100 mil civis foram obrigados a fugir pelos combates.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos