Emboscada jihadista no centro do Mali mata um coronel

Bamaco, 21 dez (EFE).- Um coronel do Exército do Mali morreu em uma emboscada feita por um grupo jihadista contra sua unidade militar na região de Mopti, no centro do país, informou nesta quarta-feira uma fonte de segurança à Agência Efe.

O crime aconteceu na noite de segunda-feira quando vários homens armados do grupo Frente de Libertação de Macina, vinculado à organização Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), atacou a unidade militar malinês em Diafarabé. Por enquanto, nenhuma fonte do Ministério da Defesa confirmou estas informações.

No entanto, fontes locais informaram à Efe que duros enfrentamentos aconteceram depois disso entre as forças malinesas e jihadistas da Frente de Libertação de Macina em florestas perto de Diafarabé.

A Frente de Libertação de Macina é responsável por uma onda de ataques violentos que transferiram o conflito entre os jihadistas e as autoridades do remoto deserto do norte do país a zonas centrais altamente povoadas. Esse grupo armado, que por enquanto não reivindicou o ataque, é formadp principalmente por jihadistas que pertencem à minoria étnica marginada de peul (pastores nômades).

A região de Mopti sofre frequentemente com ataques de grupos radicais locais, como a Frente de Libertação de Macina, liderado pelo jihadista Amadou Koufa, além de confrontos étnicos entre os bambara (agricultores sedentários) e os peul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos