Ônibus deixam zona assediada de Aleppo após atraso

Beirute, 21 dez (EFE).- Os ônibus com pessoas retiradas da parte leste da cidade síria de Aleppo saíram nesta quarta-feira em direção ao oeste da província homônima, informaram a TV oficial e ativistas.

A emissora precisou que 20 veículos deixaram os distritos sitiados em direção a Al Rashidin, cerca de cinco quilômetros ao oeste de Aleppo. O canal mostrou imagens dos ônibus passando pelo corredor que separa os bairros assediados das partes controladas dos soldados governamentais em Aleppo. Enquanto, quatro ônibus vindos dos povoados de maioria xiita de Foua e Kafarya chegaram a zonas controladas das autoridades em Aleppo em seu caminho rumo ao abrigo temporário de Yibin, segundo a TV.

O Observatório Sírio Direitos Humanos afirmou que esses quatro ônibus faziam parte de um comboio de oito veículos que desapareceram na terça-feira na saída de Foua e Kafarya, e que estavam retidos por facções opositoras em uma área entre as localidades de Khan al-Asal e Al Rashidin.

O processo de saída sofreu atrasos nas últimas horas por uma disputa entre o grupo xiita libanês Hezbollah e o Irã, aliados do governo de Damasco, sobre os mecanismos e prioridades do acordo alcançado no sábado entre Turquia - que apoia os rebeldes -, Rússia e Irã, indicou a ONG, sem dar mais detalhes. O pacto estipula a saída de 2.500 pessoas de Foua e Kafarya, em troca do reatamento da evacuação em Aleppo, que foi suspensa na sexta-feira no meio de acusações cruzadas entre as partes.

A agência de notícias oficial síria, "Sana", afirmou que o atraso na última rodada de saída de "terroristas e suas famílias" do leste de Aleppo se deveu a divergências entre os grupos armados dessa região, que também causaram a demora na retirada de doentes, feridos, mulheres e menores de Foua e Kafarya.

A agência acrescentou que o governo sírio se compromete a cumprir com o acordo, cujo objetivo é "limpar a cidade de Aleppo de armas e combatentes, e evacuar centenas de pessoas de Foua e Kafarya, sitiadas por terroristas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos