Bombeiros ainda trabalham em incêndio que queimou 150 prédios no Japão

Tóquio, 23 dez (EFE).- Os bombeiros continuam hoje trabalhando para assegurar que o incêndio que queimou cerca de 150 prédios e deixou 18 feridos na cidade de Itoigawa, no noroeste do Japão e onde centenas de moradores tiveram que ser retirados, não recomece.

A magnitude do incêndio, que queimou 40.000 metros quadrados do centro deste município da Prefeitura de Niigata, responde aos fortes ventos que assolam nos últimos dois dias a cidade litorânea.

A estreiteza das ruas - que complicou o trabalho das viaturas dos bombeiros - e a grande quantidade de edificações tradicionais de madeira que existem na cidade também contribuíram para que o fogo se espalhasse com grande rapidez.

O incendiou começou na quinta-feira por volta das 10h30 (horário local, 22h30 de quarta-feira em Brasília) em um restaurante do centro da cidade e em seguida gerou uma gigantesca coluna de fumaça que atingiu 300 metros de altura.

Os bombeiros demoraram dez horas para controlar o incêndio, mas se mantêm ainda atentos perante a possibilidade de que possa recomeçar ajudado pelos fortes ventos de até 87 km/h que sopram hoje em Itoigawa.

O incêndio obrigou a evacuar cerca de 740 pessoas procedentes de 360 casas, informou a agência "Kyodo".

Também deixou levemente feridos duas mulheres e seis bombeiros, segundo detalhou a emissora pública "NHK".

Trata-se do maior incêndio não provocado por um desastre natural registrado no Japão nos últimos 20 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos