Confrontos entre EI e Exército sírio em Homs deixam 41 mortos

Beirute, 23 dez (EFE).- Pelo menos 41 membros das forças do regime sírio e o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nesta sexta-feira em enfrentamentos na zona de Palmira, controlada pelos jihadistas desde 11 de dezembro e localizada no leste da província central síria de Homs.

O Observatório sírio de Direitos Humanos detalhou que entre os 41 mortos há pelo menos 25 jihadistas do EI e que nos enfrentamentos também ficaram feridos dezenas combatentes de ambas as partes.

Segundo a ONG, foi frustrado um ataque do grupo jihadista para rodear a base aérea síria T4, usada por aviões russos e sírios, perto de Palmira, enquanto aviões de guerra não-identificados realizam ataques contra Palmira e seus arredores desde a noite de ontem que ainda continuam.

Os confrontos também continuam entre o EI e o Exército sírio em distintas partes do leste da província de Homs.

No último dia 11, os jihadistas arrebataram do Exército governamental o controle de Palmira, cujas ruínas greco-romanas são Patrimônio Mundial da Unesco, após lançar uma ofensiva três dias antes em distintas partes do leste de Homs, fronteiriça com o Iraque.

O EI recuperou Palmira mais de oito meses depois que os soldados sírios, respaldados pela força aérea russa, lhe arrebataram seu domínio em 27 de março.

A cidade esteve anteriormente durante dez meses sob o controle dos jihadistas, que tomaram pela primeira vez em 20 de maio de 2015. EFE

ssa/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos