Itália confirma morte de suspeito do atentado de Berlim em Milão

Roma, 23 dez (EFE).- O ministro do Interior da Itália, Marco Minniti, confirmou nesta sexta-feira que o tunisiano de 24 anos suspeito de cometer o atentado de Berlim, Anis Amri, morreu após um tiroteio com a polícia italiana na cidade de Milão (norte).

O ministro confirmou "sem dúvida" a identidade de Amri e informou que o tiroteio aconteceu às 3h local (0h,em Brasília) no bairro milanês de Sesto San Giovanni, quando o suspeito foi parado pela polícia em um controle de segurança rotineiro.

Nesse momento, Amri sacou sua pistola e abriu fogo contra os dois agentes, ferindo um deles nas costas.

O outro agente respondeu aos disparos do tunisiano e o matou.

O ministro explicou que o agente ferido está hospitalizado, mas que sua vida não corre perigo.

Minniti não entrou em detalhes da operação "porque há uma investigação em curso" e porque esta informação "pode ter um desenvolvimento".

E defendeu que o nível de alerta e segurança na Itália "funciona".

O ministro explicou que um indivíduo que passou por vários países europeus foi "neutralizado" e isto "quer dizer que há um sistema que funciona", defendeu Minniti.

O ministro agradeceu o trabalho das forças da ordem e sobretudo dos dois jovens policiais da patrulha que deteve o tunisiano para pedir seus documentos.

Os meios de comunicação italianos que citam fontes da Polícia de Milão explicam que o suposto terrorista chegou ao bairro milanês de Sesto San Giovanni a bordo de um trem procedente da França, como foi possível compravar em sua passagem.

Anis Amri é considerado como principal suspeito do atentado no mercado natalino de Berlim no qual morreram 12 pessoas e dezenas ficaram feridas.

Acredita-se que Amri tenha desembarcado em 2011 na Itália como imigrante, onde permaneceu na prisão durante quatro anos por crimes como ameaças, roubo e agressão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos