Delegacia em Buenos Aires é destruído em protesto por morte de criança

Buenos Aires, 26 dez (EFE).- Dezenas de argentinos causaram destruição em uma delegacia de Buenos Aires reivindicando "mais segurança", depois que um menino de 14 anos morreu nesta segunda-feira após receber um tiro na cabeça no sábado, quando viajava de carro com seu avô.

O menino morreu após ser desligado de um respirador artificial, afirmou a agência de notícias argentina "Télam".

O avô da criança dirigia por uma área na qual alguns delinquentes tentavam assaltar uma mulher e sua filha, que estavam caminhando.

Os incidentes na delegacia aconteceram quando um grupo de pessoas quebrou portas e janelas. Uma vez ocupada a unidade de Polícia, quebraram também computadores e televisores.

A denúncia dos moradores se centra na ausência de Polícia na região.

Há duas semanas um médico foi morto a sete quadras do incidente desta segunda.

O ministro de Segurança de Buenos Aires, Martín Ocampo, disse que a reivindicação por segurança é "justa", mas afirmou que as "mudanças não são de um dia para outro" e convocou uma reunião para esta terça-feira no Ministério, acrescentou a "Télam".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos