Netanyahu agradece Trump por "apoio incondicional" a Israel

Jerusalém, 28 dez (EFE).- O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, agradeceu nesta quarta-feira ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, por seu "apoio incondicional" a Israel, após uma série de tweets na qual criticava a recente resolução de condenação na ONU aos assentamentos judaicos.

"Presidente eleito Trump... Obrigado por sua cálida amizade e seu apoio incondicional a Israel!", afirma uma mensagem que Netanyahu postou em seu perfil no Facebook em resposta aos tweets de Trump.

O presidente eleito dos Estados Unidos tinha afirmado pouco antes que não se pode permitir que Israel seja tratado com "tanto desdém e falta de respeito", e antecipou que remediará essa questão quando chegar à Casa Branca, no próximo dia 20 de janeiro.

Em uma série de mensagens pela rede social, o sistema que vem utilizando recentemente para lançar ideias na primeira hora do dia, Trump também indicou que Israel "costumava ter os Estados Unidos como um grande amigo, mas agora não".

Além disso, lembrou que o ano começou com o "horrível" acordo sobre o programa nuclear iraniano respaldado por várias potências, incluindo os Estados Unidos, ao qual Trump sempre se opôs.

A troca pública de mensagens coincidiu com o discurso de hoje do ainda secretário de Estado dos EUA, John Kerry, no qual criticou duramente Israel pelos assentamentos e defendeu a postura de seu governo de não vetar a resolução do Conselho de Segurança a fim de garantir o futuro da solução de dois Estados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos