Ministro do Meio Ambiente de Burundi é assassinado

Bujumbura, 1 jan (EFE).- O ministro do Meio Ambiente de Burundi, Emmanuel Niyonkuru, foi assassinado a tiros neste domingo, em Bujumbura, capital do país, segundo informações da polícia local.

Niyonkuru, de 54 anos, foi morto por um assaltante que ainda não foi identificado quando retornava para casa na capital por volta das 0h45 (hora local), explicou o porta-voz da polícia, Pierre Nkurikiye.

"Uma mulher foi detida como parte da investigação", disse o porta-voz em sua conta oficial no Twitter.

Niyonkuru é o primeiro ministro assassinado durante a violenta crise que vive o país africano, embora o governo e a oposição se acusaram mutuamente dos várias mortes de políticos que ocorreram no país.

A crise teve início em abril de 2015, quando o presidente burundinês, Pierre Nkurunziza, concorreu a um terceiro mandato contrariando a Constituição e violou os acordos que acabaram com uma longa guerra civil em 2005.

Desde então, morreram centenas de pessoas e cerca de 500 mil se viram obrigadas a deixar seus lares, segundo dados da ONU, que também alertou sobre um possível genocídio e acusou o governo de crimes contra a humanidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos