Ex-chefe do governo de Hong Kong se diz inocente em julgamento por corrupção

Pequim, 3 jan (EFE).- O ex-chefe do governo de Hong Kong, Donald Tsang, se declarou inocente nesta terça-feira no julgamento por três acusações de corrupção e conduta indevida que acontece em um tribunal da cidade.

Tsang, de 72 anos, se declarou "inocente" perante o tribunal que julga o caso, que será decidido por um júri de nove membros, informaram hoje veículos de imprensa locais.

O ex-chefe do governo regional entre 2005 e 2012 enfrenta três acusações decorrentes de seu uso de uma luxuosa cobertura de três andares na vizinha cidade de Shenzhen, na China.

Os promotores do caso afirmam que Tsang alugou por um preço muito abaixo essa cobertura, propriedade de um acionista de uma empresa de comunicação.

Além disso, a empresa teria pago a renovação da propriedade.

Enquanto isso, o governo regional liderado por Tsang aprovou várias medidas relativas à empresa, entre elas solicitações de licenças de emissão sem que o acusado declarasse um conflito de interesses.

Em caso de ser declarado culpado, Donald Tsang poderá ser condenado a um máximo de sete anos de prisão por cada um das acusações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos