Trump adverte contra novas libertações de presos de Guantánamo

Washington, 3 jan (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu nesta terça-feira contra novas libertações de prisioneiros da Base de Guantánamo, em Cuba, em mais uma de suas infindáveis mensagens no Twitter.

"Não deveria haver mais libertações em Gitmo (código militar do aeroporto da base de Guantánamo). São pessoas extremamente perigosas e não se deve permitir que voltem ao campo de batalha", escreveu Trump, que prometeu manter e ampliar essa prisão, além de enchê-la de "caras maus".

Na prisão situada na Base Naval de Guantánamo restam agora 59 detentos, dos quais 22 receberam o sinal verde do governo do presidente Barack Obama para serem transferidos a um terceiro país.

Obama prometeu continuar acelerando as transferências de presos a terceiros países até que se formalize a transferência de poder a Trump, seu sucessor na Casa Branca, no próximo dia 20 de janeiro.

No entanto, 37 presos estão à espera de julgamento ou são considerados perigosos demais para ficar em liberdade, apesar de não ter sido possível apresentar provas contra eles por terem sido obtidas sob tortura.

Com essa população residual será impossível que Obama feche totalmente a prisão, como prometeu logo após chegar à Casa Branca para seu primeiro mandato, em 2009.

Após a vitória de Trump nas eleições do último dia 8 de novembro, Obama lamentou não ter podido fechar essa "maldita" prisão.

Além disso, em discurso sobre política externa e antiterrorista que deu em dezembro em Tampa (Flórida), Obama afirmou que Guantánamo é "uma mancha na honra nacional" e lamentou que o Congresso americano não tenha cooperado com ele para fechar esse presídio.

A prisão de Guantánamo chegou a abrigar cerca de 800 presos pouco após sua abertura, ordenada pelo então presidente americano, George W. Bush, após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. EFE

mb/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos