CE lamenta saída de embaixador britânico e destaca seu profissionalismo

Bruxelas, 4 jan (EFE).- A Comissão Europeia (CE) lamentou nesta quarta-feira a renúncia do embaixador do Reino Unido na União Europeia, Ivan Rogers, anunciada ontem, e destacou seu "profissionalismo" e "conhecimento" sobre os assuntos comunitários.

"Lamentamos perder neste processo uma pessoa que se destaca por seu profissionalismo e grandes conhecimentos", afirmou na entrevista coletiva diária a porta-voz da CE, Natasha Bertaud.

A porta-voz também destacou que o trabalho com Rogers "nem sempre foi fácil" devido "à grande lealdade" do diplomata "com os interesses do Reino Unido".

Perguntada sobre se a mudança de embaixador representa um problema para o caminho que Bruxelas e Londres têm pela frente, Natasha disse que não pode fazer comentários, pois o governo britânico sequer ativou o artigo 50 do tratado para sair do bloco europeu, que significaria o começo das negociações.

Rogers anunciou sua renúncia de forma inesperada nesta terça-feira, faltando apenas três meses para que o Reino Unido inicie as negociações formais sobre sua saída da UE, depois que os britânicos votaram em favor do "Brexit" no referendo do dia 23 de junho do ano passado.

Em carta publicada hoje em vários veículos de imprensa britânicos, Rogers pediu a seus colegas em Bruxelas que desafiem o "pensamento confuso" e digam a verdade ao "poder" nas negociações sobre o "Brexit".

A saída de Rogers é vista hoje pelos veículos de imprensa britânicos como um claro descontentamento do diplomata com a gestão do governo da conservadora Theresa May antes do início das conversas com Bruxelas.

Espera-se que o Reino Unido saia da União Europeia no segundo trimestre de 2019.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos