Libertam jornalista iraquiana sequestrada em Bagdá na semana passada

Bagdá, 4 jan (EFE).- A jornalista iraquiana Afrah Shauqi foi libertada nesta quarta-feira após ter sido sequestrada por homens armados em 26 de dezembro, informou à Agência Efe uma fonte da polícia do Iraque.

Os sequestradores libertaram Afrah à meia-noite de terça-feira em Bagdá, e a comunicadora, que se encontra em bom estado de saúde, "voltou para casa" na capital iraquiana para ficar ao lado de seus filhos e de outros membros de sua família, segundo a fonte.

No entanto, a fonte não esclareceu se a libertação foi o resultado de negociações ou do pagamento de um resgate.

Um grupo de mascarados, vestidos com o uniforme das forças de segurança, invadiu no dia 26 de dezembro a casa da jornalista iraquiana, na região de Al Saidiya, no sudoeste de Bagdá, e a sequestrou.

Após o rapto, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, ordenou que as forças de segurança tomassem todas as medidas pertinentes para garantir a vida da jornalista, que escreve no jornal "Al Alam al Jadid" ("Um Mundo Novo", em árabe).

Segundo o Sindicato de Jornalistas do Iraque, 20 informadores iraquianos morreram por "atos violentos" em 2016, o que eleva para 455 o número de profissionais da informação assassinados no país desde 2003.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos