Tunisiano passou por Bruxelas após atentado em Berlim, diz Ministério Público

Bruxelas, 4 jan (EFE).- O jihadista tunisiano que cometeu o atentado contra a feira de Natal em Berlim, em 19 de dezembro, Anis Amri, passou por Bruxelas durante sua fuga que terminou na Itália, onde foi abatido, revelou a Ministério Público da Bélgica nesta quarta-feira.

Em comunicado, o órgão afirmou que, "após a análise das câmaras de segurança da rede ferroviária belga, foi constatado que Amri chegou à capital belga por volta das 18 horas GMT (16h em Brasília) de 21 de dezembro em um trem vindo de Amsterdã", na Holanda, uma informação que acompanha uma foto do criminoso na estação de Brussels Nord, em Bruxelas.

"Por conta das investigações em andamento na Holanda e na Alemanha, não é possível dar mais informações", acrescentou o texto.

Amri, de 25 anos, foi abatido pela em Milão em uma troca de tiros com policiais que o pararam e pediram sua documentação durante um controle de segurança rotineiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos