Ex-senador Dan Coats será o diretor de Inteligência, diz imprensa dos EUA

Nova York, 5 jan (EFE).- O ex-senador republicano Dan Coats foi escolhido para o posto de diretor nacional de Inteligência dos Estados Unidos no governo de Donald Trump, segundo fontes da equipe de transição consultadas pela imprensa local.

Esse cargo é o mais importante que faltava ser definido por Trump na formação de sua futura equipe, que começará a trabalhar no dia 20 de janeiro. O magnata ainda precisa escolher os nomes que comandarão as secretarias de Agricultura e Assuntos de Veteranos.

Segundo o jornal "The Washington Post", a expectativa é que a designação de Coats seja anunciada ainda nesta quinta-feira. "The New York Times" também antecipou a escolha de Coats para esse posto.

O titular desse cargo, criado em 2004, é o principal assessor presidencial em temas de inteligência e supervisiona e coordena as ações de toda a organização militar e civil dos serviços de informação e espionagem.

Coats foi senador pelo estado de Indiana entre 1989 e 1999 e também entre 2010 e 2016. Trabalhou nos comitês de Inteligência e das Forças Armadas no Senado e também foi embaixador dos Estados Unidos na Alemanha.

A escolha de Coats para o cargo surge em meio a críticas de Trump em relação aos serviços de inteligência por causa das conclusões tiradas sobre os ciberataques ocorridos nas últimas eleições, atribuídos pelo governo atual à Rússia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos