Chade fecha fronteira com a Líbia para evitar entrada de terroristas

Nairóbi, 6 jan (EFE).- As autoridades do Chade determinaram nesta sexta-feira o fechamento da fronteira terrestre com a Líbia para evitar a entrada de terroristas diante da deterioração da situação de segurança no país vizinho.

O primeiro-ministro do Chade, Pahimi Padacké Albert, anunciou a medida em comunicado divulgado ontem pelo governo e divulgada hoje pela imprensa. Albert justificou a decisão devido à "inquietante" degradação da situação em território líbio e pelo risco de contágio.

"A derrota do Estado Islâmico (EI) na Líbia e os esforços de atores nacionais e internacionais provocaram a dispersão das forças da organização terrorista", alertou Padacké em declarações pelo jornal "Le Pays Tchad".

Como consequência, grupos terroristas isolados convergiram para o sul da Líbia, junto à fronteira norte do Chade, que fica assim "exposta a um grave perigo de infiltração terrorista", afirmou o primeiro-ministro.

"Para combater o perigo que ameaça a integridade territorial do Chade, o governo decidiu proceder o fechamento da fronteira terrestre com a Líbia e declará-la zona de operações militares", disse Albert.

O governo do Chade disse que tomará as medidas necessárias para garantir a segurança do território do país.

A Líbia vive um momento de caos e de guerra civil desde 2011, quando a Otan contribuiu para a vitória da revolta rebelde contra a longa ditadura de Muammar Kadafi.

Cinco anos depois da queda dos regimes, dois governos, um no oeste, designado pela ONU, e outro no leste, comandado pelo influente general Khalifa Hafter, disputam o poder e o controle dos recursos petrolíferos apoiados por várias milícias.

A situação foi aproveitada por grupos radicais vinculados com o EI e a Organização da Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), que estenderam a presença e a influência em todo o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos