Daniel Ortega e esposa são diplomados como governantes na Nicarágua

Manágua, 6 jan (EFE).- O chefe de Governo da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua esposa, Rosario Murillo, receberam nesta sexta-feira os diplomas que os credenciam como presidente e vice-presidente da República, respectivamente, para os próximos cinco anos, a partir do dia 10 de janeiro.

O plenário do Conselho Supremo Eleitoral (CSE), liderado por seu presidente, Roberto Rivas, entregou os diplomas ao casal em um ato oficial realizado em Manágua e transmitido pelo "Canal 6" da televisão local.

Ortega e Rosario, que formaram chapa do partido governante Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), foram eleitos no pleito do dia 6 de novembro com 71,5% dos votos, de acordo com o CSE.

Durante seu discurso, o líder sandinista elogiou as eleições e afirmou que os nicaraguenses votaram pela "paz".

Rosario disse a jornalistas que ela se sente representando todas as mulheres nicaraguenses.

Ortega, líder sandinista de 71 anos que retornou ao poder em 10 de janeiro de 2007, foi reeleito nas eleições de 6 de novembro e se tornará o primeiro chefe de Estado da Nicarágua com quatro mandatos, agora com sua mulher, a influente primeira-dama Rosario, como sua vice-presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos