Polícia filipina em alerta por ameaça jihadista durante procissão em massa

Manila, 6 jan (EFE).- A Polícia das Filipinas anunciou nesta sexta-feira que está em alerta máximo perante a possibilidade de um atentado jihadista durante a procissão na segunda-feira do Nazareno Negro em Quiapo (Manila), um evento em massa que reúne todo ano milhões de pessoas.

"A ameaça está aí, queremos deixar claro", declarou ao jornal local "Inquirer" o diretor do escritório de Polícia da área metropolitana de Manila, Oscar Albayalde.

O comando policial não citou uma ameaça específica para o Nazareno Negro, mas lembrou que nos últimos meses foram descobertos explosivos caseiros na área de Manila e tentativas de atentado de grupos terroristas islamitas foram frustradas.

Além disso, se referiu ao aumento da atividade durante os últimos meses de organizações jihadistas da ilha meridional de Mindanao, como Abu Sayyaf e o Grupo Maute, que realizaram atentados em várias partes do país e enfrentaram policiais e militares.

As autoridades posicionarão 4.190 policiais, 650 soldados e 1.200 agentes de trânsito para cuidar da segurança dos presentes à citada celebração religiosa, que se espera reúna vários milhões de devotos como todo ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos