Assad afirma que próxima etapa na Síria não será fácil por causa do Ocidente

Cairo, 8 jan (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, afirmou neste domingo que, apesar de as forças governamentais terem recuperado a cidade de Aleppo, a próxima etapa da guerra não será fácil porque o Ocidente continua "apoiando as organizações terroristas takfiries" (extremistas).

"A libertação de Aleppo dos terroristas constitui uma etapa importante rumo à vitória na guerra imposta à Síria, mas a próxima fase não será fácil porque o Ocidente, seus aparatos e seus agentes na região, continuam apoiando às organizações terroristas takfiries", disse Assad ao reunir-se em Damasco com o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani.

Segundo a agência oficial síria "Sana", o presidente também insistiu que, com a ajuda de Irã e Rússia, continuará avançando para uma solução ao conflito, evitando as intromissões estrangeiras no país.

"A Síria continua, com a ajuda de seus amigos, antes de tudo Irã e Rússia, realizando todos os esforços para encontrar o clima oportuno para uma solução que permita aos sírios decidir o destino de seu país sem intromissões estrangeiras", declarou Assad, que não reconhece a existência de grupos opositores armados e que acusa Europa e Estados Unidos, entre outros, de apoiar o terrorismo.

Durante a reunião, Assad e Shamkhani defenderam o reforço das relações estratégicas de seus países, especialmente levando em conta o conflito que assola a Síria, que a agência de notícias "Sana" classifica como "guerra terrorista".

Por sua parte, Shamkhani destacou que o Irã "não poupará esforços no fortalecimento da resistência dos sírios, por considerar que a derrota dos planos dos terroristas e dos que lhes apoiam é uma questão fundamental, não só para a Síria, mas para todos os povos da região".

A visita de Shamkhani coincide com o transcurso da primeira semana de trégua entre o regime e as forças rebeldes e opositoras, que foi promovida por Rússia, principal aliada de Damasco, e Turquia, que respalda os grupos rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos