Atentado deixa ao menos 5 mortos em região controlada pelo governo sírio

(Atualiza com reivindicação do ataque).

Cairo, 8 jan (EFE).- A explosão de um carro-bomba neste domingo deixou pelo menos cinco mortos e outros 15 feridos, alguns deles em estado grave, perto da cidade de Sasa, em uma área rural ao sudoeste de Damasco, capital da Síria, informou neste domingo a agência oficial "Sana".

Entre os feridos há pelo menos duas crianças e sete mulheres, que foram internadas no hospital Mamduh Abaza, na cidade de Quneitra, segundo a agência, que também informou de grandes danos materiais.

O grupo Frente da Conquista do Levante (antiga Frente Al Nusra, ex-filial da Al Qaeda na Síria) assumiu a autoria do ataque e assegurou que nele morreram 15 membros das forças de segurança.

Em um breve comunicado divulgado no Telegram e cuja autenticidade não pôde ser verificada, o grupo assegura que o ataque foi efetuado contra um posto de controle situado em um cruzamento de caminhos no município de Beit Yann, perto de Sasa.

Segundo sua versão, um suicida matou um guarda antes de fugir e, quando os demais agentes de segurança que se encontravam na área se aproximaram para socorrê-lo, voltou e detonou os explosivos que levava.

O comunicado não especifica se o ataque aconteceu com carro-bomba ou com um colete com explosivos.

O atentado de hoje aconteceu enquanto continua vigente o cessar-fogo apoiado por Rússia, que oferece suporte ao governo de Damasco, e Turquia, que apoia os insurgentes.

Desta trégua estão excluídos o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e a Frente da Conquista do Levante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos