Onda de frio que castiga a Grécia há dias provoca 2 mortes

Atenas, 8 jan (EFE).- A dura onda de frio que castiga a Grécia há três dias, com temperaturas negativas e fortes nevascas em diversos pontos do país que causaram cortes no trânsito e de eletricidade, deixou até o momento dois mortos, segundo relatou neste domingo a imprensa local.

Um homem de 77 anos que residia em um pequeno povoado perto da cidade de Naupacto, no oeste do país, morreu a caminho do hospital após ser declarado como desaparecido no sábado de manhã e ser achado oito horas depois com claros sintomas de hipotermia.

Na sexta-feira uma mulher de 78 anos, na cidade de Komotini, no nordeste da Grécia, foi achada morta em sua própria casa, segundo a polícia por inalação de gás tóxico procedente de um braseiro.

Nas ilhas de Skopelos, onde o nível de neve caída chegou a um metro, e de Alonisos, onde alcançou os dois metros, foi declarado o estado de emergência durante o dia hoje, enquanto a mobilidade em ambos territórios do Egeu central é quase impossível.

A imprensa local afirmou ainda que 15.000 lares na cidade de Ptolemaida, no norte do país, onde as temperaturas alcançaram os 17 graus abaixo de zero, ficaram sem eletricidade e sem calefação.

Cerca de 150 pessoas, segundo as mesmas fontes, foram resgatadas pelos bombeiros em diversas áreas do país.

Até mesmo a segunda maior cidade do país, Salônica, sofreu as consequências das nevascas, pois centenas de lares e lojas seguem sem abastecimento de água devido ao gelo.

A polícia declarou restrições no tráfego de caminhões de grande tonelagem na estrada entre Atenas e Patras (a terceira maior cidade do país) que serão mantidas até segunda-feira, enquanto muitos trens sofreram atrasos.

Várias escolas do norte e centro da Grécia permanecerão fechadas na segunda-feira, algumas até terça-feira, devido à previsão que o frio e as geadas se mantenham durante os próximos dias.

Na ilha de Lesbos amanheceu completamente nevado o campo de refugiados de Moria, onde as ONG se queixam que as autoridades de Atenas não fornecem os meios adequados para que os migrantes possam aquecer-se; uma situação oposta ao de Kara Tepé, administrado pela prefeitura, onde as famílias dispõem de estufas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos