Belarus não exigirá visto de cidadãos brasileiros para visitas rápidas

Moscou, 9 jan (EFE).- O presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko, assinou nesta segunda-feira um decreto no qual exime da necessidade de vistos os cidadãos dos países da União Europeia (UE), dos Estados Unidos e do Brasil, entre outros, em caso de visitas de no máximo cinco dias.

"O decreto beneficia 39 países europeus, incluindo todos os membros da UE, e também Brasil, Indonésia, Japão e outros Estados", afirma a nota presidencial.

A isenção beneficiará apenas aqueles que entrem em Belarus através das alfândegas instaladas no aeroporto internacional de Minsk, que devem dispor de passaporte e um seguro médico.

"A medida procura promover a ativação das viagens de homens de negócios, turistas e particulares", acrescenta a nota.

Não poderão beneficiar-se nem os estrangeiros em serviço - diplomatas e militares - nem aqueles que viajem para Minsk a partir da Rússia ou utilizem a capital bielorrussa como escala para deslocar-se ao país vizinho.

Lukashenko, considerado o último ditador do continente, normalizou nos últimos anos as relações com a União Europeia com a libertação de presos políticos e as reformas da legislação eleitoral.

"Nosso destino é esse: servir de ponte entre leste e oeste. Enquanto nos encontrarmos entre estes dois monstros - UE e Rússia - nos caberá exercer esse papel. Assim está escrito", garantiu o presidente bielorrusso em setembro do ano passado.

Em relação aos Estados Unidos, anunciou antes das eleições parlamentares de setembro o retorno em breve do embaixador de Washington após oito anos de ausência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos