Simpatizantes de senador haitiano eleito incendeiam casas de missionários

Porto Príncipe, 9 jan (EFE).- Missionários e trabalhadores estrangeiros de um orfanato no sul do Haiti foram atacados ontem à noite por simpatizantes do senador eleito Guy Phillipe, preso e extraditado aos Estados Unidos, onde é acusado de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, informou nesta segunda-feira a imprensa local.

Os criminosos incendiaram as casas dos estrangeiros, em sua maioria americanos, que se salvaram graças à ajuda das autoridades de Jeremie, uma das regiões mais afetadas pelo devastador furacão Matthew em outubro do ano passado.

Os simpatizantes do senador entoavam cânticos como "morte aos brancos" antes de colocar fogo nas casas.

A situação obrigou tropas especiais da Polícia Nacional Haitiana (PNH) a serem deslocadas da capital Porto Príncipe para a região, já que as autoridades municipais não tinham a capacidade para proteger as vítimas por muito tempo.

Philippe, que em 2004 liderou uma rebelião armada que depôs o então presidente do país, Jean Bertrand Aristide, é acusado de tráfico de drogas em um tribunal de Miami, para onde foi levado após ser detido na última quinta-feira, poucos dias antes de tomar posse. EFE

ed/id

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos