Razer oferece US$ 25 mil por informações sobre protótipos de laptop roubados

Washington, 10 jan (EFE).- A companhia tecnológica Razer ofereceu US$ 25 mil por informações sobre dois protótipos de laptop com três telas roubados na feira CES, disse nesta terça-feira seu diretor-executivo, Min-Liang Tan.

O responsável da empresa, fundada em 2005 em San Diego (Califórnia), confirmou em sua conta no Facebook o roubo dos dois protótipos do "Razer Project Valerie" no domingo passado do estande da empresa na feira de inovação tecnológica Consumer Electronics Show (CES) em Las Vegas.

A companhia oferece a recompensa de US$ 25 mil por informações que levem à "identificação, detenção e condenação do suspeito do roubo" do inovador portátil, projetado especificamente para jogos online.

"Apresentamos os relatórios necessários e estamos trabalhando com a direção da feira, assim como com a polícia, para tratar do assunto", escreveu Tan.

A Razer garante que o protótipo, que foi apresentado na última quinta-feira na CES, é "um novo padrão para o entretenimento de imersão", cujas três telas integradas de 17 polegadas substituem a "desordenada configuração" de múltiplos monitores usados pelos fãs de jogos online.

"Nossas equipes trabalharam durante meses para conceituar e desenvolver estas unidades", disse Tan antes de qualificar o roubo como um potencial caso de espionagem industrial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos