Audiência de confirmação de Rex Tillerson é alvo de protestos de ativistas

Washington, 11 jan (EFE).- A audiência de confirmação de Rex Tillerson, ex-presidente da Exxonmobil, como secretário de Estado dos Estados Unidos, que aconteceu nesta quarta-feira, foi interrompida várias vezes por causa de manifestações de ativistas ambientais.

"Por favor, não coloquem a Exxon à frente do Departamento de Estado. Protejam nossos filhos e netos", gritou uma mulher durante a solenidade, antes de ser expulsa da sala do Comitê de Relações Exteriores do Senado americano.

A ativista carregava um cartaz com assinatura do Greenpeace, com a frase "Rejeitem Rexx", com a última letra dobrada, com o mesmo desenho da logomarca da companhia petrolífera.

Um pouco antes, outra manifestante foi retirada da audiência após gritar que sua casa havia sido destruída durante a passagem do furacão Sandy, que castigou a costa leste do Estados Unidos, em 2012.

O candidato de Trump a dirigir a diplomacia americana reconheceu no passado que a mudança climática é provocada pelo homem, mas nunca deixou de defender o consumo de combustíveis fósseis.

A indicação de Tillerson também despertou dúvidas sobre a possibilidade de que haja conflitos de interesses ou que haja benefício a Exxonmobil durante seu período no cargo. O ex-presidente da companhia, no entanto, já se comprometeu a não participar de qualquer decisão futura e vender US$ 55 milhões em ações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos